“Demais” ou “de menos”: como o seu estilo de liderança impacta a gestão dos times

08 de outubro de 2019

“Demais” ou “de menos”: como o seu estilo de liderança impacta a gestão dos times

Você já parou para pensar o que está fazendo “demais” na gestão de seus times?

Responder esta pergunta o levará a refletir sobre o seu estilo de liderança e de gestão. Será que você, no seu dia-a-dia, está sendo um micromanager e precisa aprender a delegar mais? Ou será que está empoderando demais o seu time e praticando pouco o direcionamento da empresa?

Refletir sobre o que você está fazendo em excesso pode ajudá-lo a ser um líder mais efetivo. Quando entende não apenas seus pontos fortes e fracos, mas também o que faz “demais” ou “de menos”, você está dando o primeiro passo rumo a uma liderança mais versátil e alinhada às exigências do mundo atual.

Com este autoconhecimento você fica pronto para aumentar a capacidade de fazer uma leitura correta do ambiente e das pessoas envolvidas. Assim, é possível agir de maneira mais efetiva, sem projetar um viés em um sentido ou outro.

Dessa forma, Bob Kaplan e Rob Kaiser desenvolveram a abordagem de liderança versátil para ajudar profissionais e líderes a entenderem que o uso em excesso das suas “qualidades” ou o pouco uso de algumas características podem conduzir ao baixo engajamento dos times e a uma performance ruim.

Os líderes mais efetivos são aqueles que fazem o uso correto das habilidades necessárias à gestão de pessoas e dos resultados, sendo capazes de agir tanto de forma estratégica quanto operacional. Os dois autores utilizam uma escala de avaliação de estilos que vai de -3 a +3, sendo zero a melhor nota, para avaliar o estilo de liderança. Assim, se destaca a importância do equilíbrio e da adaptação dos diferentes estilos às diferentes circunstâncias e pessoas.

Aprender mais sobre versatilidade e o uso das suas qualidades pode ser essencial para a sua liderança. Lembre-se que toda qualidade está intrinsecamente associada a um defeito. Tudo é uma questão de equilíbrio e adaptação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *